Casa Frida. Um lugar seguro para pessoas LGBT+ no México
  

A Casa Frida é uma casa de acolhimento para pessoas LGBT+ na Cidade do México – e ela precisa da nossa ajuda pra continuar funcionando.

A Casa foi criada pra apoiar pessoas LGBT+ que, durante a quarentena, foram expulsas de casa ou tiveram que fugir pra sobreviver.

Atingimos a meta da nossa campanha! Em breve vamos ter atualizações sobre a Casa Frida.

Agora, aproveita pra acompanhar o trabalho da All Out e saber mais sobre como apoiar pessoas LGBT+ no Brasil e no mundo:

Instagram (@alloutbr)
Facebook (/AllOutBrasil)



Como sua doação vai ajudar a Casa Frida?



ALIMENTAÇÃO


Garantir as refeições – completas e saudáveis – de todo mundo que mora na Casa por um ano inteiro.

ALUGUEL


Pagar pelo aluguel do espaço da Casa por pelo menos mais um ano inteiro.

SEGURANÇA


Aumentar a segurança do local e de quem mora lá, já que as ameaças de ataque ainda são frequentes.



Por que a  Casa Frida é importante?



Vanessa

Às vezes, temos medo de voar porque as pessoas cortam nossas asas. Isso aconteceu comigo. Eu costumava ser bailarina, mas pessoas transfóbicas e violentas destruíram minha vida.

Enfrentei muita violência durante meus 54 anos de vida. Quando cheguei à Casa Frida, eu tinha sido estuprada por seis pessoas. Isso me destruiu.

Mas a Casa Frida é um lugar onde as pessoas vivem livremente. Fiz grandes amizades aqui. (E as pessoas me chamam de "mãe"! Eu sou a "Mama Vane" e isso é muito incrível pra mim).

Eu consigo viver novamente. Eu consigo sentir novamente. E eu consigo ver que há uma mulher forte em mim. Alguém que pode ensinar outras como ser mais criativas, mais sensíveis e, acima de tudo, mais amorosas.

O amor é nossa resistência aqui na Casa Frida.


Theo

Eu venho de uma casa violenta, onde me forçaram a passar por "terapias de conversão" pra tentar "consertar" minha orientação sexual e minha identidade de gênero.

Quando a pandemia começou e tive que ficar em casa por causa da quarentena, eu precisei fugir para ter uma chance de sobreviver.

Eu não tinha mais dinheiro. Não tinha um lugar seguro para ficar. Foi aí que encontrei a Casa Frida.

Na Casa, me ajudaram a encontrar serviços de saúde mental e física. Consegui as consultas médicas que precisava pra começar a tomar os hormônios da minha transição – sou um homem trans.

Também participei de oficinas e treinamentos pra aprender mais habilidades profissionais, o que me ajudou a encontrar um estágio remunerado.

O apoio da Casa Frida me ajudou a alcançar uma independência financeira completa – e isso literalmente salvou minha vida.


Compartilhe



Facebook
Twitter
Whatsapp


All Out


Esta campanha é uma iniciativa da All Out em apoio à casa de acolhimento Casa Frida.